Jantar - Homenagem com Sua Ex.ª O Primer Ministro Da República Portuguesa Dr. António Costa

Jantar - Homenagem com Sua Ex.ª O Primer Ministro Da República Portuguesa Dr. António Costa

Segunda 10, Abril 2017

«Assistimos a uma etapa de crescimento mútuo e temos uma boa relação graças à dimensão estratégica da nossa relação bilateral», asseverou o Primeiro-Ministro aos comensais.

Dezenas de personalidades do mundo empresarial espanhol e português congregaram-se na noite da passada segunda-feira no evento patrocinado por várias entidades, a saber, Fidelidade, Banco Caixa Geral, EDP, TAP e Novo Banco, a convite da Câmara de Comércio Hispano Portuguesa. O evento contou com a presença da Ministra espanhola, Isabel García Tejerina; do Embaixador de Portugal em Espanha, Francisco Ribeiro de Menezes; do Embaixador do Brasil em Espanha, António Simões; do Embaixador de Moçambique em Espanha, José Matsinha e do assessor diplomático da Presidência do Governo, Bernardo de Sicart, entre outros representantes políticos e diplomáticos.

Como é costume, o ato foi apresentado pelo Presidente da Câmara, António Calçada de Sá, que deu início à sua intervenção destacando que o convidado dessa noite, ao tomar posse do cargo em novembro de 2015, tinha já uma das trajetórias políticas mais irrepreensível, «completa e impressionante» do país luso: «jurista de formação, com uma pós-graduação em Estudos Europeus pela Universidade Católica, tem uma extensíssima trajetória parlamentar em Portugal e no Parlamento Europeu do qual foi vice-presidente. Foi igualmente Secretário de Estado e depois Ministro dos Assuntos Parlamentares, Presidente da Câmara de Lisboa e Ministro da Justiça e Ministro de Estado e da Administração Interna».

«O apoio permanente do governo e do Estado ao aprofundamento das relações luso-espanholas é absolutamente essencial, por isso agradecemos a sua presença aqui esta noite, depois de uma nova cimeira de países do Sul da Europa, fórum onde Portugal e Espanha assumem um papel especial porque reforça a respetiva projeção como estados membros ibéricos da União Europeia.»

Discurso Primeiro-Ministro

«É para mim um grande prazer participar neste jantar organizado pela Câmara de Comércio Hispano-Portuguesa. Esta é uma boa maneira de destacar a excelência das relações entre Portugal e Espanha. Os nossos dois países comemoraram no ano passado os 30 anos da entrada na Comunidade Económica Europeia e desde então não temos parado de crescer e crescer juntos. A Espanha é hoje o principal parceiro de Portugal, já que representa mais de 30 % das importações. A Espanha exporta para Portugal mais do que para toda a América do Sul», começou por dizer o Primeiro-Ministro antes de passar a enunciar os dados económicos do seu país.

«Portugal está num momento de mudança. No ano passado registou o melhor PIB da democracia. A dívida bruta estabilizou-se. Estes são indicadores do nosso compromisso para com a consolidação das dívidas públicas. 2016 concluiu com um crescimento de 2% acima da média da UE. Esta melhoria dos resultados económicos traduz-se numa melhoria da taxa de emprego. Em suma, ao longo de 2016, os indicadores de confiança melhoraram de maneira significativa», defendeu Costa.

Aliás, o Primeiro-Ministro luso explicou as razões dos bons números. «Pessoalmente considero que houve algo muito importante para o crescimento económico: a estabilidade política. Já estão aprovados os orçamentos até meio da legislatura. A relação entre o governo e o presidente tem contribuído muito para o nosso crescimento como país. Existe um ambiente geral de redução da crispação social que contribui em grande medida para a criação de confiança», afirmou. 

No seu discurso, Costa também fez referência às temáticas a tratar na próxima Cimeira luso-espanhola que terá lugar no mês de maio. «O tema é a cooperação transfronteiriça, escolhemos esta temática porque temos consciência de que existem muitas oportunidades que devemos explorar. Não podemos aceitar que as regiões que nos unem sejam as mais pobres de toda a península. Temos de continuar a trabalhar juntos para continuarmos a crescer juntos».

No salão estiveram também presentes importantes empresários portugueses e espanhóis dando crédito às palavras do Primeiro-Ministro, entre eles Fernando Abril-Martorell, Presidente da INDRA, Rodolfo Florit, Diretor-geral da SEAT Portugal e André Simões Cardoso, novo administrador da Fidelidade Portugal.

Por último, Costa enfatizou a ideia de que o seu país está a apostar fortemente na «inovação, na qualificação e no valor acrescentado, porque estamos abertos ao crescimento, por isso o que tentamos é proporcionar um melhor lugar para residir, crescer e investir e contamos convosco para esse propósito. Muito obrigado e boa noite», finalizou e, com os aplausos de fundo, retomou o lugar à mesa e, após erguer o cálice de Porto em sinal de brinde com o resto da sala, deu-se início ao jantar.